SNS burlado em 350 milhões. Médicos e farmácias principais responsáveis

Fraude no SNS dava para repor na íntegra os salários da Função Pública.

Segundo o Diário Económico as fraudes no Serviço Nacional de Saúde (SNS) lesaram o Estado em 350 milhões de euros só nos últimos três anos. O valor foi revelado pelo Ministério da Saúde aos deputados, revelando a tutela que estas fraudes resultam de esquemas de compras e vendas fictícias de fármacos com falsificação de receitas médias (95% dos casos), falsos médicos, desvio de fundos, aquisições fraudulentas de equipamentos e unidades de saúde, apropriação de bases de dados de utentes e de prescritores. Os médicos e as farmácias são os responsáveis por 90% das fraudes. O valor apurado, embora possa ainda pecar por defeito, é o mesmo que o comprador da TAP vai ter que injetar na companhia aérea ou o valor necessário para repor na íntegra os salários da Função Pública, dá conta a mesma publicação. Para combater a situação, Paulo Macedo reforçou a cooperação com o Ministério da Justiça, a Polícia Judiciária e a o Ministério Público e criou um grupo de trabalho para o efeito.

Fonte: Noticias ao Minuto

Partilhar