Ações do BPI suspensas por ordem da CMVM

Supervisor do mercado espera por "informações relevantes" sobre o Banco BPI para voltar a deixar as ações cotarem na bolsa de Lisboa. Ontem os acionistas chumbaram a desblindagem dos estatutos.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a entidade supervisora do mercado de capitais, ordenou a suspensão da negociação das ações do Banco BPI, “até à divulgação de informação relevante sobre o emitente”.

Esta decisão, que afeta os títulos cotados na bolsa de Lisboa, foi tomada nesta manhã, numa altura em que os títulos estavam a subir 1,86% para 1,259 euros. A suspensão segue o chumbo de retirar o limite dos direitos de voto decidido na assembleia geral do Banco BPI de ontem. Esta desblindagem dos estatutos do banco era um passo importante para o sucesso da oferta pública de aquisição que o CaixaBank tem em curso sobre o Banco BPI.

Fernando Ulrich, que preside ao Banco BPI, afirma que a OPA “está de pé” e “viva”.

Fonte: Observador

Partilhar